SAMP - Sociedade de Amigos do Museu Paranaense

Histórico

samp

A Sociedade de Amigos do Museu Paranaense (SAMP) é uma entidade sem fins lucrativos criada no ano de 2003, e sua missão é auxiliar o Museu Paranaense - MP, em suas ações de manutenção e preservação do acervo, desenvolvimento de atividades, bem como nas ações de pesquisa e na divulgação de suas atividades de forma geral.
Conheça os projetos elaborados e desenvolvidos:

2008
MOMENTOS DA HISTÓRIA DO PARANÁ: Preservação do acervo do Museu David Carneiro, participando do edital denominado APOIO A PROJETOS DE PRESERVAÇÃO DE ACERVOS - Seleção 2008 do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social - BNDES.
O projeto foi aprovado e executado na sua totalidade, representando um passo fundamental para o início de uma parceria com o BNDES. Com ele, foram restaurados quadros do acervo David Carneiro, adquiridos equipamentos de informática e segurança predial, mobiliário para as reservas técnicas e materiais para o laboratório de conservação e restauro. O projeto foi encerrado em 2011 e suas contas encontram-se aprovadas pelo BNDES.

2012/2013
Plano Anual de Manutenção da SAMP 2012
Projeto aprovado pelo Ministério da Cultura, através da lei Rouanet, com o qual pôde alavancar diversas atividades no Museu Paranaense ao longo de 2012/2013, como:
- Indexação e digitalização do acervo documental;
- Aquisição de equipamentos, produtos e serviços para melhor acomodar seu acervo;
- Desenvolvimento de ações voltadas à divulgação do Museu, como palestras, cursos e seminários; promoção de curso online sobre interatividade e educação em museus;
- Produção de publicações sobre a produção de Vladimir Kozak, história do Paraná e sobre os personagens da história a partir do acervo pictográfico do Museu.

2013/2014
A SAMP desenvolveu o projeto: Museu Paranaense - Qualificação, modernização e democratização do acervo, também aprovado pela lei de incentivo fiscal.
- Continuidade a indexação e digitalização do acervo documental;
- Aquisição de equipamentos, produtos e serviços para melhor acomodar seu acervo;
- Desenvolvimento de ações voltadas à divulgação do Museu, como palestras, cursos e seminários; promoção de curso online sobre interatividade e educação em museus;
- Produção de publicações dos livros:
- Museu Paranaense e Romário Martins: A busca de uma identidade para o Paraná - de Cíntia Braga Carneiro;
- O Botocudo Tibagyano: Análise sobre os registros etnográficos de Telêmaco Borba - de Ana Crhistina Vanali


2014/2015
Dando continuidade ao projeto que viabiliza as atividades e manutenção do Museu: Plano Anual de Manutenção da SAMP. Neste último, finalizou a digitalização dos acervos documentais e fotográficos, num total de mais de 20.000 itens, avançando, inclusive, na ação de fotografar digitalmente o acervo tridimensional.
Em conformidade com a política nacional museológica e com os programas e ações do Governo Estadual, o Museu Paranaense tem desenvolvido ações, em seus projetos, que buscam conservar, qualificar, atualizar e democratizar seu vasto e rico acervo, como exemplo: inventário, indexação e digitalização do acervo documental do MP, capacitação do pessoal do MP, palestras e cursos oferecidos à comunidade, reequipamento do Museu, publicação de 07 livros com pesquisas baseadas no acervo, são eles:
- A herança de um tesouro: Arqueologia da cidade colonial espanhola de Villa Rica del Espiritu Santo (1589-1632), Fênix, Paraná - de Claudia Inês Parellada;
- Água Batismais e Santos Óleos: uma trajetória histórica do Aldeamento de Atalaia - de Tatiana Takatuzi;
- Religião e Politica: A Liga Eleitoral Católica e a participação da Igreja nas eleições de 1954 - de Renato Augusto Carneiro Junior;
- Santa Felicidade, o bairro italiano de Curitiba: um estudo sobre restaurantes, rituais e (re)construção de identidade étnica - de Maria Fernanda Campelo Maranhão;
- O diário de uma imigrante britânica no Paraná (1860-1890): memórias, trabalho e sociabilidades - de Ana Maria Rufino Gillies;
- Outras narrativas da nacionalidade: o movimento do Contestado - de Liz Andréa Dalfré; e
- Fragmentos de História: passados possíveis no discurso da arqueologia histórica - de Martha Becker Morales.

De certa forma, a existência da SAMP possibilita e amplia a construção de um diálogo constante e frequente entre a sociedade civil organizada e o governo. Tanto é que, atualmente, entre as metas da Diretoria da SAMP e da própria direção do Museu Paranaense, existe a intenção de incorporar os integrantes de direção da SAMP para que estes, junto com outros especialistas e interessados, venham a compor em breve um Conselho Curador do Museu Paranaense. Estas e outras medidas que possibilitam a construção de instrumentos de controle social e de uma maior participação da sociedade no processo de gestão estão em fase de estudo e implantação para que o Museu Paranaense esteja plenamente em condições de integrar o Sistema Brasileiro de Museus, e mais do que isso, seja um modelo de gestão em termos de Museu Histórico (já fazemos parte do sistema e inclusive colaboramos em várias iniciativas).



Resumo das propostas para a Lei Rouanet em 2016

PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 04/01/2016 à 31/12/2016


A Sociedade de Amigos do Museu Paranaense - SAMP pretende desenvolver uma série de ações e atividades que auxiliem na conservação, preservação, desenvolvimento de pesquisas e na divulgação do acervo do Museu Paranaense e demais atividades mantidas por esta instituição, bem como na estruturação e manutenção da própria entidade proponente deste projeto: SAMP. Entre as ações e as atividades previstas estão:

01. Colaborar para a continuidade do inventário geral unificado do acervo do Museu Paranaense;

02. Catalogar, digitalizar, fotografar e indexar pelo menos 18.000 (dezoito mil) objetos/documentos, para possibilitar o acesso as informações e auxiliar na organização do inventário digital de todo o acervo do Museu Paranaense, que dispõe atualmente de aproximadamente 400 mil itens/peças;

03. Modernizar e equipar o Museu Paranaense, através da readequação dos espaços expositivos do Museu para uma melhor disposição dos conteúdos e objetos expostos, facilitando a visitação e ações de pesquisa, bem como buscar adequar o Museu e todas as suas atividades às ações de acessibilidade e democratização para que este cumpra também as exigências do Sistema Brasileiro de Museus. Com estas ações os promotores deste projeto pretendem estimular a visitação ao Museu Paranaense e estabelecer como meta ao longo do ano um incremento de 10% no número de visitantes;

04. Adquirir e doar ao Museu Paranaense mobiliário e equipamentos que possam contribuir com as exposições, acondicionamento, manutenção e conservação do acervo.

05. Elaborar e executar projeto para revisão do circuito expositivo de longa duração. O atual circuito não traduz em sua totalidade a história da ocupação do Estado do Paraná (pré-história até meados do século XX). O Museu, em seu acervo, possui itens e documentos que retratam essa história, que não é mostrada pelo circuito.

06. Realizar exposições itinerantes nos Museus pertencentes ao Sistema Estadual de Museus, divulgando e democratizando o rico acervo do MP.

07. Atender às exigências do Laudo dos Bombeiros, após visita técnica ao Museu, potencializando a segurança dos funcionários e visitantes, do prédio e do acervo do Museu Paranaense.

08. Dar continuidade à produção de duas (02) pequenas edições (sob demanda) de 100 exemplares cada de teses, dissertações ou estudos promovidos pela equipe técnica do Museu Paranaense acerca de assuntos relacionados à História, Antropologia, Arqueologia e Museologia no Paraná.

09. Produção de três (3) livros (sob demanda), 300 exemplares de cada, sobre o acervo e acerca de assuntos relacionados à História, Antropologia, Arqueologia e Museologia no Paraná.

10. Produção de dois (2) livros/manuais (sob demanda), 500 exemplares de cada, sobre o acervo e acerca de assuntos relacionados a técnicas museológicas destinados aos museus do Paraná.



Como ser um Associado da SAMP

Participe ativamente da vida do Museu!

Você pode ajudar ao Museu Paranaense, apoiando com recursos a Sociedade de Amigos do Museu Paranaense, que poderão ser abatidos de sua próxima declaração de Imposto de Renda, tanto de Pessoa Física, quanto Jurídica. Ao mesmo tempo, estará associando a marca de sua empresa a uma das mais antigas instituições culturais do sul do Brasil, o Museu Paranaense que completa, em 2016, 140 anos de existência.

Faça parte da Sociedade de Amigos do Museu Paranaense e colabore para que o Museu seja motivo de orgulho ao Paraná e permaneça entre os melhores do país.

INSCREVA-SE AQUI

Mais Informações: 41 3304-3300 ou  pelo e-mail: samp2011@seec.pr.gov.br.

Recomendar esta página via e-mail: