Notícias

28/07/2016

Museu Paranaense abriga painel que representa o Brasil no século XIX

Painel RugendasO Museu Paranaense recebe mais uma obra para compor o seu circuito de visitação. A novidade é o painel “Vistas do Brasil”, de Johann Moritz Rugendas e Jean-Julien Deltil. Doação do Palácio Iguaçu, o papel de parede traz ilustrações do livro “Viagem pitoresca através do Brasil”, de Rugendas. A entrada é gratuita.

O papel de parede sobre tecido é produzido desde 1830, sempre pelo mesmo método e utilizando as matrizes originais, pela empresa francesa Zuber. Ele tem 15m de largura e 2,5m de altura e é baseado em reproduções de aquarelas e de desenhos feitos originalmente pelo artista Johan Moritz Rugendas, que integrou como desenhista a missão científica organizada e dirigida pelo Barão Gregori Ivanovitch Langsdorf, cônsul-geral da Rússia no Rio de Janeiro, entre 1821 e 1829.

A sucessão de cenas foi composta a partir de diferentes paisagens típicas: o perfil de cidade ao longe, a floresta virgem, as plantações, a beira-mar – e personagens característicos – o europeu civilizado, o índio selvagem, o negro escravizado. A visão panorâmica implica na construção de uma narrativa sobre o país, que leva em conta os aspectos considerados mais pitorescos de seu habitat natural e de seus costumes no século XIX.

Para a produção do painel foram empregados diversos gravadores, cuja responsabilidade era compor as litografias a partir dos desenhos de Rugendas realizados no Brasil. Esse material foi então colocado à disposição de Jean-Julien Deltil, artista contratado pela Zuber para elaborar a composição final do papel de parede panorâmico Vistas do Brasil.

Serviço
Painel Vistas do Brasil no Museu Paranaense
Exposição de longa duração
Entrada gratuita

Museu Paranaense
Rua Kellers, 289 – São Francisco. Curitiba-PR
Terça a sexta-feira das 9h às 18h.
Sábados, domingos e feriados das 10h às 16h.
Mais informações: (41) 3304-3300
www.museuparanaense.pr.gov.br

Fonte: SEEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.