Notícias

22/05/2017

Indígenas Xetá visitam o Museu Paranaense

seecNa última quinta-feira (18/05), o Museu Paranaense (MP) recebeu a visita dos irmãos Claudemir e Dival da Silva, membros do povo indígena Xetá. Os visitantes conheceram os registros cinematográficos do cineasta tcheco Vladimir Kozák, que mostram o povo indígena Xetá entre as décadas 1950 e 1960.

Dentre os personagens presentes nas filmagens, os irmãos Silva reconheceram seu tio Kuein e o avô Mã, que aparece confeccionando um chapéu de pele de onça em uma das cenas. Eles também comentaram com a antropóloga do MP, Fernanda Maranhão, os diferentes materiais utilizados para os adornos labiais, conhecido como tembetá. São eles: o osso, a resina vegetal e a madeira; e explicam que cada um deles diferencia os três subgrupos dos Xetás. Além dos filmes, o Museu possui em seu acervo documentos, fotografias, desenhos e pinturas feitos por Kozák em sua visita aos Xetás.

Os Xetás

Atualmente existem 86 indígenas dessa etnia, a maioria residindo no interior do Paraná, em terras pertencentes a outras etnias indígenas. Algumas poucas famílias vivem nas cidades de Umuarama e Curitiba. Relatos históricos do século XIX descrevem a presença de indígenas Xetá no centro-sul do Estado do Paraná, entretanto o contato oficial ocorreu somente em meados da década de 1950, devido ao processo de colonização e exploração cafeeira no noroeste do Paraná. Hoje o sonho do povo Xetá é reunir-se em uma terra própria. De acordo com a FUNAI a Terra Indígena Xetá encontra-se em processo de demarcação pelo governo federal.

Fonte: SEEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.