"Que memória é essa da capoeira no Paraná?": evento do MUPA celebra a cultura e memória da capoeira no Paraná
23/08/2021 - 09:27

Pensar coletivamente a cultura material e imaterial da capoeira, tradição brasileira de origem africana e muito presente também em terras paranaenses. Essa é a proposta do Museu Paranaense para o evento “Que memória é essa da capoeira no Paraná?”, formado por três mesas virtuais que acontecem entre os dias 24 e 26 de agosto no canal do MUPA no YouTube. 

As mesas terão participação de mestres, praticantes e estudiosos da capoeira e a atividade integra as celebrações dos 145 anos do MUPA – um museu centenário que busca a reinvenção constante e é atento à sua história e ao compromisso com a população brasileira, sobretudo a paranaense. “Festejamos um museu que se abre para novas possibilidades a partir de sua própria história, e com esse evento pretendemos abrir espaço para uma das mais fortes e reconhecidas tradições afro-brasileiras, a capoeira”, afirma Gabriela Bettega, diretora do museu.

Mesas e convidados – Compreendendo a importância dessa pauta em um momento de efervescência das discussões sobre racismo estrutural e institucional, o evento “Que memória é essa da capoeira no Paraná?” reúne para trocas e debates estudiosos da capoeira e das materialidades diversas que compõem esse universo, lado a lado com mestres e praticantes da arte, que é intensamente difundida pelo Estado.

Todas as mesas serão transmitidas ao vivo gratuita e abertamente a todos os públicos, com tradução simultânea em Libras. Haverá também emissão de declaração aos participantes que acompanharem todas as atividades.

 

Dia 24/08, 18h30: “Acervos pessoais dos mestres e dos espaços de prática”
O que são as coisas que os mestres da capoeira guardam em suas casas ou nas academias de capoeira? Por que guardam? Quais são os significados desses materiais? Como contribuem para a memória pessoal e também social da capoeira?
Com Mestre Sergipe, Mestre Bacico e Professora Cleo Sheirosa.


Dia 25/08, 18h30: “Capoeira vivida e histórias da capoeira angola no Paraná”
O jogo, a dança, a mímica, a luta e a ancestralidade, a capoeira angola compreende e desenvolve estes aspectos de forma integrada e marcada pela solidariedade. Diálogo, troca, desafio, brincadeira, aprendizado, abertura e fechamento, agentividade que se leva de dentro para fora da roda, pois o angoleiro leva a ética da capoeira para sua vida. 
Com Mestre Lito, Caroline Blum e André Boquinha

Dia 26/08, 18h30: “Relação entre humanos e objetos na capoeira”
O que os estudos sociais sobre capoeira dizem a respeito dos seus objetos? Existe uma dicotomia rígida entre sujeitos e objetos? Quais as atenções especiais que os materiais da capoeira requerem e em quais circunstâncias? Como ocorrem as relações entre humanos e não humanos na capoeira?
Com Sérgio González Varela e Antônio Liberac

Exibição de documentário – Complementando a programação das mesas, durante os dias 20 a 26 de agosto, o MUPA disponibilizará o documentário “Mestre Sergipe – Um Homem, uma Força, um Coração”, realizado por umas das convidadas do evento, Cleo Sheirosa. O material estará disponível gratuitamente para os interessados assistirem nesse período. Link para assistir: https://drive.google.com/file/d/1UHZetsL4V59x9dBThJAZkn9g-i3FZNQ-/view?usp=drivesdk

 

SERVIÇO 
“Que memória é essa da capoeira no Paraná?” 
24, 25 e 26 de agosto
Sempre ao vivo, a partir das 18h30, no canal do Museu Paranaense no YouTube.
https://www.youtube.com/c/MuseuParanaense2021
Evento gratuito com tradução simultânea em Libras. 
Emissão de declaração aos participantes através de preenchimento de formulário on-line, fornecido pela produção ao longo das transmissões.

Últimas Notícias