Acervo físico

 

Fundado em 1876, o Museu Paranaense é o terceiro museu público mais antigo do país e uma das mais emblemáticas instituições culturais da América Latina. Possui um rico acervo arqueológico, antropológico e histórico que soma mais de 500 mil peças, provenientes de todo o território brasileiro.

Assim, o MUPA é um importante centro de pesquisa e prenunciador, sobretudo, da cultura paranaense. É guardião de um acervo que conta a história do Paraná desde suas primeiras ocupações por povos originários até sua composição multicultural atual. 

Com o propósito de promover a pesquisa e a preservação do patrimônio cultural material e imaterial brasileiro, a partir do acervo o MUPA realiza conexões entre disciplinas, campos e práticas. Essa ação permite identificar as aproximações, cruzamentos e fricções que evidenciam identidades plurais, o passado e o presente, as narrativas locais e de outros territórios.

Possui três núcleos de pesquisa científica atuantes. Conheça mais sobre cada um deles nas páginas:

reserva técnica

Conheça nossas coleções:

Coleções tombadas pelo IPHAN

Das seis coleções arqueológicas brasileiras tombadas pelo IPHAN, duas pertencem ao acervo do MUPA: a Coleção Etnográfica, Arqueológica, Histórica e Artística do Museu Coronel David Carneiro e a Coleção Etnográfica, Arqueológica, Histórica e Artística do Museu Paranaense, ambas inscritas em 1941 nos livros do Tombo Histórico, de Belas Artes e Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico. 

Coleção Vladimir Kozák

Desde 2017, a Coleção Vladimir Kozák, composta por um acervo iconográfico, filmográfico e textual de Povos Indígenas Brasileiros (1948-1978), integra o Programa Memória do Mundo da UNESCO, por ser um patrimônio documental e artístico de inestimável valor para a população.

Como pesquisar no acervo?

Para pesquisas no acervo físico, tire dúvidas e agende sua visita pelo e-mail:

museupr@seec.pr.gov.br  

  • arq-cul-indigenas